2 filmes que valem a pena a maratona no cinema!

Existem filmes que divertem, entretêm, outros que não acrescentam em nada. Pior coisa é gastar no cinema, comprar aquela pipoquinha com manteiga e descobrir que o filme é chato.

Tá pensando em ir pro cine nesse “feriado” e não sabe o que assistir? Bom, gostaria de indicar La La land e Moonlight, mas como ainda não assisti nenhum dos dois, não posso fazer isso haha! Mas tem 2 filmes (com um pouco mais de duas horas cada), que valerão a pena!

Hacksaw Ridge | Até o último homem

Hacksaw-Ridge-790x445.jpg

Não sou tão fã de filmes de guerra, mas este é um daqueles que valem a pena! Pra começar é uma história verídica, então fica mais emocionante assistir e pensar que tudo o que passa na tela aconteceu de verdade.

É sobre a história de um rapaz adventista que vai para a guerra, mas se recusa a pegar em armas e matar pessoas. Desmond T. Doss (Andrew Garfield) atua como médico no campo de batalha e se torna o primeiro objetor de consciência da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

*(Objetor de consciência são pessoas que seguem princípios religiosos, morais ou éticos de sua consciência, princípios estes que são incompatíveis com o serviço militar, ou as Forças Armadas como uma organização combatente).

O filme ganhou o Oscar 2017 como melhor montagem (edição de filme) e melhor mixagem. No Critics’ Choice Movie Award foi o vencedor na categoria melhor filme de ação e melhor ator em filme; no AACTA Award levou os prêmios de melhor diretor (Mel Gibson), melhor longa-metragem, melhor ator  (Andrew Garfield), melhor ator coadjuvante (Hugo Weaving), melhor roteiro original, melhor desenho de produção, melhor fotografia, melhor edição, melhor som; no Prêmio BAFTA de Cinema ganhou como melhor montagem; no Prêmio do Sindicato dos Atores ganhou como o melhor Elenco de Dublês em Filme; e no Satellite Award como Melhor Ator em Cinema e melhor edição.

Hidden Figures | Estrelas além do tempo

MV5BMjQxOTkxODUyN15BMl5BanBnXkFtZTgwNTU3NTM3OTE@._V1_UY1200_CR90,0,630,1200_AL_.jpg

O filme é sobre as incríveis histórias de Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughan (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe). Estas brilhantes mulheres negras que trabalhavam para a NASA, serviram como cérebro por trás de uma das maiores operações da história: o lançamento do astronauta John Glenn em órbita; uma conquista impressionante que restaurou a confiança do país. O trio visionário cruzou todas as linhas de gênero e raça para inspirar gerações a sonhar grande.

Apesar de não ter ganhado nenhum Oscar, o filme teve indicações como melhor filme, melhor atriz coadjuvante e melhor roteiro adaptado. Além disso, venceu os prêmios de melhor elenco no National Board of Review, Palm Springs International Film Festival, Santa Barbara International Film Festival, SAG Awards e Satellite Awards e outras indicações.

 

 

 

Anúncios

#MusicaDoDia #IndicadosAoOscar #LaLaLand

O filme que conta com 14 indicações também tem duas músicas na disputa:

“Audition (The fools who dream)”.

‘City of Stars’ (Dueto Ryan Gosling e Emma Stone).

#MusicaDoDia #IndicadosAoOscar #Jim:TheJamesFoleyStory

Jim: The James Foley Story é um filme-documentário dirigido e escrito por Brian Oakes, Chris Chuang e Heather MacDonald. É sobre a história do jornalista e correspondente de guerra James Foley e a canção “The Empty Chair”, composta por J. Ralph e Sting, foi indicada ao Oscar de melhor canção original (2017).

Aquece – Oscar 2017

Jimmy Kimmel apresentará o Oscar 2017 que acontece dia 26 de fevereiro (domingo). Além dele, a  Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou quatro vencedores do Oscar 2016 que retornarão ao Teatro Dolby® em Hollywood como apresentadores: Leonardo DiCaprio , Brie Larson , Mark Rylance e Alicia Vikander estão confirmados.

3f4f4484897650e08c7a0d94793f9c6d16d11b78473cfbad812ba185c8adc638-770x443

DiCaprio ganhou a sua primeira estatueta (após cinco indicações por atuação) como melhor ator por “O regresso”. O desempenho da atriz Brie Larson em “O quarto de Jack” lhe rendeu, pela primeira vez, uma indicação e a vitória. Mark Rylance ganhou um Oscar no ano passado na categoria ‘ator coadjuvante’ no filme de Steven Spielberg “Ponte dos espiões”. Por fim, Alicia Vikander ganhou em 2016 como ‘melhor atriz coadjuvante’ por “A garota Dinamarquesa”.

Sobre a lista de filmes indicados, La La Land lidera com 14 indicações incluindo Melhor Filme, Melhor Ator para Ryan Gosling e Melhor Atriz para Emma Stone.

0bf2cce0-40e7-49f7-921c-4def3d86fec5_lalaland.jpg

Confira a lista completa:

MELHOR FILME
A chegada
Até o último homem
Estrelas além do tempo
Lion
Moonlight: Sob a luz do luar
Cercas
A qualquer custo
La la land: Cantando estações
Manchester à beira-mar

MELHOR DIRETOR
Dennis Villeneuve, “A chegada”
Mel Gibson, “Até o último homem”
Damien Chazelle, “La la land: Cantando estações”
Kenneth Lonergan, “Manchester à beira-mar”
Barry Jenkins, “Moonlight: Sob a luz do luar”

MELHOR ATOR
Casey Affleck,“Manchester a beira Mar”
Denzel Washington,“Cercas”
Ryan Gosling, “La La Land – Cantando estações”
Andrew Garfield, “Até o Último Homem”
Viggo Mortensen, “Capitão Fantástico”

462649-jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx
Casey Affleck – Manchester a beira Mar.

MELHOR ATRIZ
Natalie Portman “Jackie”
Emma Stone “La La Land – Cantando estações”
Meryl Streep “Florence: Quem é essa mulher?”
Ruth Negga “Loving”
Isabelle Huppert “Elle”

tumblr_inline_o9y36wfs931u6k64d_1280
Meryl Streep – Florence: Quem é essa mulher?

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali “Moonlight: Sob a luz do luar“
Jeff Bridges “A Qualquer Custo”
Lucas Hedges “Manchester à beira-mar”
Dev Patel “Lion: uma jornada para casa”
Michael Shannon “Animais noturnos”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Viola Davis “Cercas”
Naomi Harris “Moonlight: Sob a luz do luar”
Nicole Kidman “Lion”
Octavia Spencer “Estrelas além do tempo”
Michelle Williams “Manchester by the Sea”

fences-05.jpg

MELHOR FOTOGRAFIA
“A chegada”
“La la land”
“Moonlight”
“O silêncio”

moonlight__anatomy_-_still_-_6_-_h_-_2016
Moonlight: Sob a luz do luar’

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
“La la land: Cantando estações”
“Manchester à beira-mar”
“A qualquer custo”
“O lagosta”
“20th century woman”

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
“Moonlight”
“Lion”
“Cercas”
“Estrelas além do tempo”
“A chegada”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
“Fire at sea”
“I am no your negro”
“Life, animated”
“O.J. Made in America”
“13th”

MELHOR ANIMAÇÃO
“Zootopia”
“Moana: Um Mar de Aventuras”
“The Red Turtle”
“Kubo e as Cordas Mágicas”
“My Life as a Zuchinni”

moana-um-mar-de-aventuras-x10y191817.jpg

MELHOR CURTA-METRAGEM
“Ennemis Intérieurs”
“La femme et le TGV”
“Silent night”
“Sing”
“Timecode”

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
Audition (The fools who dream)” – “La la land: Cantando estações”
Can’t stop the feeling” – Trolls
City of stars” – La la land: Cantando estações
The empty chair” – Jim: The James Foley Story
How far I’ll go” – “Moana

mv5bmzq1mte1mzq5nv5bml5banbnxkftztgwntywodq2nze-_v1__sx1217_sy871_
Can’t stop the feeling” – Trolls.

MELHOR TRILHA SONORA
Micha Levi – “Jackie”
Justin Hurwitz – “La la land: Cantando estações”
Nicholas Britell – “Moonlight: Sob a luz do luar”
Thomas Newman – “Passageiros”

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
“A man called Ove”
“Star Trek: Sem fronteiras”
“Esquadrão suicida”

MELHOR FIGURINO
“Aliados”
“Jackie”
“La La Land: Cantando Estações”
“Animais Fantásticos e Onde Habitam”
“Florence: Quem é essa Mulher?”

fantastic-beasts-set-photo-redmayne-waterston-yates-800x1067
“Animais Fantásticos e Onde Habitam”

MELHOR EDIÇÃO
“A chegada”
“Até o último homem”
“A qualquer custo”
“La la land: Cantando estações”
“Moonlight: Sob a luz do luar”

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
“A chegada”
“Deepwater horizon”
“Até o último homem”
“La la land: Cantando estações”
“Sully: O herói do rio Hudson”

MELHOR MIXAGEM DE SOM
“A chegada”
“Até o último homem”
“La la land: Cantando estações”
“Rogue One: Uma história Star Wars”
“13 Hours: The secret soldiers of Benghazi”

MELHOR DESIGN
“A chegada”
“Animais fantásticos e onde habitam”
“Ave, Cesar!”
“La la land: Cantando estações”
“Passageiros”

passengers-0011
Passageiros

MELHOR EFEITO VISUAL
“Deepwater horizon”
“Doutor Estranho”
“Mogli”
“Kubo and the two string”
“Rogue One: Uma história Star Wars”

star-wars-rogue-one-cast-photo
Rogue One: Uma história Star Wars.

Crítica do filme: Pequeno Segredo

O filme escolhido para representar o Brasil no Oscar (na categoria de filmes estrangeiros)  teria bons motivos para te levar ao cinema!

A história é baseada em fatos reais e muito interessante.

437537.jpg

O filme gira em torno da família Schürmann, conhecida por seus cruzamentos marítimos. Por muito tempo, eles guardaram a comovente história da adoção de uma menina. Kat (Mariana Goulart) é uma jovem frágil, mas de muita personalidade. Ela vive com os pais, Heloísa (Júlia Lemmertz) e Vilfredo (Marcello Antony), que a adotaram de um casal de amigos. O filme centra sua história na infância da menina e na fase em que seus pais biológicos (vividos por Maria Flor e Erroll Shand) se conheceram.

Sabe aquele filme que te deixa vidrado na tela? Que é impossível tirar os olhos? E a trama é tão emocionante que você fica dias com ele na cabeça?

Então… infelizmente não é o caso de Pequeno Segredo. Uma história que teria tudo para ser um grande longa, se tornou um dos filmes mais cansativos dos últimos tempos!

Os primeiros 30-40 minutos do filme são NADA! Isso mesmo… Um misto de paisagens e diálogos sem sentido. O tempo passa (como uma tartaruga), e a história continua confusa (tão confusa que tive que pesquisar sobre o que se tratava o filme na hora do filme).

Atenção – Spoiller:

img-1039273-pequeno-segredo.jpg

O filme acontece em duas épocas (passado e presente). Porém é muito confuso, e você só se dará conta dos flashbacks no final do filme.

O roteiro é fraco, os diálogos são monótonos… Marcello Antony, um dos atores principais, é praticamente um figurante. Os outros atores também não se sobressaem. Não precisa ser um especialista de cinema pra saber que o filme é RUIM!

 A família Schürmann foi a primeira família brasileira a circunavegar o mundo em um veleiro, e passaram anos indo aos lugares mais remotos da Terra, o que foi pouco explorado no enredo.

A história da garota e os motivos da adoção são explicados só nos últimos minutos do filme, já o relacionamento dos pais biológicos com a criança praticamente não foi narrado.

Enfim, há boatos que a escolha de Pequeno Segredo para o Oscar (no lugar de Aquarius) tenha sido uma manobra política, mas se chegar a concorrer, não deve levar o prêmio.

Saiu a lista dos inscritos ao Oscar na categoria melhor filme estrangeiro!

A premiação só acontece em 26 de fevereiro, então dá tempo de se preparar para opinar junto com Glória Pires a respeito hahahaha

gloria7.jpg

O anúncio dos indicados a 89ª edição do Oscar deve acontecer dia 24 de janeiro. Dos 85 longas inscritos na categoria melhor filme em língua estrangeira, o Brasil concorre com “Pequeno segredo”, de David Schurmann.

437537.jpg
A lista ainda conta com nomes como o do diretor Pedro Almodóvar e Paul Verhoeven.

Veja, abaixo, a lista dos 85 inscritos ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira:

África do Sul – “Call me thief”, de Daryne Joshua
Albânia – “Chromium”, de Bujar Alimani
Alemanha – “Toni Erdmann”, de Maren Ade
Arábia Saudita – “Barakah meets Barakah”, de Mahmoud Sabbagh
Argélia – “The well”, de Lotfi Bouchouchi
Argentina – “El ciudadano ilustre”, de Mariano Cohn e Gastón Duprat
Austrália – “Tanna”, de Bentley Dean e Martin Butler
Áustria – “Stefan Zweig: Farewell to Europe”, de Maria Schrader
Bangladesh – “The unnamed”, de Tauquir Ahmed
Bélgica – “The Ardennes”, de Robin Pront
Bolívia – “Sealed Cargo”, de Julia Vargas Weise
Bósnia-Herzegovina – “Death in Sarajevo”, de Danis Tanovic
Brasil – “Pequeno segredo”, de David Schurmann
Bulgária – “Losers”, de Ivaylo Hristov
Camboja – “Before the fall”, de Ian White
Canadá – “Just la fin du monde”, de Xavier Dolan
Cazaquistão – “Amanat”, de Satybaldy Narymbetov
Chile – “Neruda”, de Pablo Larraín
China – “Xuan Zang”, de Huo Jianqi
Cingapura – “Apprentice”, de Boo Junfeng
Colômbia – “Alias Maria”, de José Luis Rugeles
Coreia do Sul – “The age of shadows”, de Kim Jee-woon
Costa Rica – “About us”, de Hernán Jiménez
Croácia – “On the other side”, de Zrinko Ogresta
Cuba – “El acompañante”, de Pavel Giroud
Dinamarca – “Land of mine”, de Martin Zandvliet
Equador – “Sin muertos no hay carnaval”, de Sebastián Cordero
Egito – “Clash”, de Mohamed Diab
Eslováquia – “Eva Nová”, de Marko Skop
Eslovênia – “Houston, we have a problem!”, de Žiga Virc
Espanha – “Julieta”, de Pedro Almodóvar
Estônia – “Mother”, de Kadri Kõusaar
Finlândia – “The happiest day in the life of Olli Mäki”, de Juho Kuosmanen
França – “Elle”, de Paul Verhoeven
Geórgia – “House of others”, de Rusudan Glurjidze
Grécia – “Chevalier”, de Athina Rachel Tsangari
Holanda – “Tonio”, de Paula van der Oest
Hong Kong – “Port of Call”, de Philip Yung
Hungria – “Kills on wheels”, de Attila Till
Iêmen – “I am Nojoom, age 10 and divorced”, de Khadija Al-Salami
Islândia – “Sparrows”, de Rúnar Rúnarsson
Índia – “Interrogation”, de Vetri Maaran
Indonésia – “Letters from Prague”, de Angga Dwimas Sasongko
Irã – “The salesman”, de Asghar Farhadi
Iraque – “El clásico”, de Halkawt Mustafa
Israel – “Sand storm”, de Elite Zexer
Itália – “Fogo no mar”, de Gianfranco Rosi
Japão – “Nagasaki: Memories of my son”, de Yoji Yamada
Jordânia – “3000 nights”, de Mai Masri
Kosovo – “Home sweet home”, de Faton Bajraktari
Letônia – “Dawn”, de Laila Pakalnina
Líbano – “Very big shot”, de Mir-Jean Bou Chaaya
Lituânia – “Seneca’s day”, de Kristijonas Vildziunas
Luxemburgo – “Voices from Chernobyl”, de Pol Cruchten
Macedônia – “The liberation of Skopje”, de Rade Šerbedžija e Danilo Šerbedžija
Malásia – “Beautiful pain”, de Tunku Mona Riza
México – “Desierto”, de Jonás Cuarón
Montenegro – “The black pin”, de Ivan Marinović
Marrocos – “A mile in my shoes”, de Said Khallaf
Nepal – “The black hen”, de Min Bahadur Bham
Nova Zelândia – “A flickering truth”, de Pietra Brettkelly
Noruega – “The king’s choice”, de Erik Poppe
Paquistão – “Mah-e-Mir”, de Anjum Shahzad
Palestina – “The idol”, de Hany Abu-Assad
Panamá – “Salsipuedes”, de Ricardo Aguilar Navarro e Manolito Rodríguez
Peru – “Videofilia: y otros síndromes virales”, de Juan Daniel F. Molero
Filipinas – “Ma’ Rosa”, de Brillante Mendoza
Polônia – “Afterimage”, de Andrzej Wajda
Portugal – “Cartas da guerra”, de Ivo M. Ferreira
Quirguistão – “A father’s will”, de Bakyt Mukul e Dastan Zhapar Uulu
Reino Unido – “Under the shadow”, de Babak Anvari
República Dominicana – “Sugar fields”, de Fernando Báez
República Tcheca – “Lost in Munich”, de Petr Zelenka
Romênia – “Sieranevada”, de Cristi Puiu
Rússia – “Paraíso”, de Andrei Konchalovsky
Sérvia – “Train driver’s diary”, de Milos Radovic
Suécia – “A man called Ove”, de Hannes Holm
Suíça – “My life as a Zucchini”, de Claude Barras
Taiwan – “Hang in there, kids!”, de Laha Mebow
Tailândia – “Karma”, de Kanittha Kwunyoo
Turquia – “Cold of Kalandar”, de Mustafa Kara
Ucrânia – “Ukrainian sheriffs”, de Roman Bondarchuk
Uruguai – “Migas de pan” de Manane Rodríguez
Venezuela – “De longe te observo”, de Lorenzo Vigas
Vietnã – “Yellow flowers on the green grass”, de Victor Vu

Fonte: G1.com

‘Tomb Raider’ em 2018 nos cinemas

Na última quinta-feira (7) a Warner Bros. e a MGM anunciaram a nova adaptação do game “Tomb Raider” para as telonas.

Lara-croft (1).jpg

Alicia Vikander, ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante em “A garota dinamarquesa”, será a nova Lara Croft. O filme tem previsão de estreia em 16 de março de 2018.

Alicia-Vikander-e1461950124726.jpg

Tomb Raider se tornou a maior bilheteria inspirada em um game e também o filme mais lucrativo estrelado por uma mulher, e teve uma continuação, The Cradle of Life. O papel de Lara Croft já foi protagonizado por Angelina Jolie em 2001 e 2003.

lara-croft-angelina-jolie

 

O melhor do Red Carpet 2015!

O tapete vermelho é sempre motivo de notícia, afinal é onde rolam os melhores e os piores modelitos entre os famosos. O site do Oscar escolheu os melhores vestidos do Red Carpet de 2015 da premiação do Oscar.

Inspire-se nos looks para se preparar para as festas de fim de ano, casamentos, formaturas etc.

Gwyneth Paltrow in Ralph & Russo Couture

846x

Reese Witherspoon in Tom Ford

x700 (1)

Rosamund Pike in Givenchy

x700 (2)

Scarlett Johansson in Versace

x700 (3)

Anna Kendrick in Thakoon

x700 (4)

Jennifer Lopez in Elie Saab

x700 (5)

Jennifer Aniston in Versace

x700 (6)

Dakota Johnson in Saint Laurent

x700 (7)

Lupita Nyong’o in Calvin Klein Collection

x700 (8)

Emma Stone in Elie Saab

x700